domingo, março 21, 2010

Eu Sou

Eu Sou e por isso cogito
estar onde preciso
ou onde for improvável
por isso mesmo ágil:
decisões por segundo
muitas vezes profundo
raras vezes raso
Sei que eu uso o faro
e a visão, e o instinto
vivo tudo o que sinto
e quero tanto o que vivo
que a resposta de aonde vou
é a mesma de quem Eu Sou:
para onde vou e seja quem for
Cogito.

Por isso não me perco
nem me acho
me encaixo onde mereço
no tanto que me meço
no limite do compasso

De aço?
De coração também padeço
Mas estamos num vácuo
Com essa força toda da mente
a vagar soltos no espaço.

Quem não se sente
capaz de ir além
imaginando o que Pode Ser?

Eu Sou
é reto decidir
e reto merecer.

3 comentários:

Telma disse...

onde estou?



adorei.
bjo

CIELE disse...

Leo,
Fui poema por poema y me doy cuenta que narra muchas de las cosas que sentí y sigo sintiendo. En muchos momentos, también, soy amiga del papel y escribo.
Muy lindos esos poemas...
P/D> Te acordás de mí?? Hace ya dos años que nos encontramos en el aeropuerto de Ezeiza. Yo venía y vos volvías.
Veo que te has casado.
Mucha suerte.
Belén.

Marcelo Munhoz disse...

Bacana a poesia! Parabens!
Gosto do que vc escreve Leo.
Qualquer brota uma parceria aí! Você vai ver!