segunda-feira, julho 10, 2006

Do trânsito das idéias

Meu pensamento voou e eu o vi, amarelo
brilhante, indo para longe de seu dono.
Idéia solta não é um abandono.

Nas arenas de debates boas idéias se perdem
alheias ao que se poderia experimentar se vigorassem.
O que vigora é o comum e não o bom senso.

Tem quem tenha boa vontade e más idéias
São construtores de edifícios de papel
que pouco sabem sobre as leis da gravidade.

Quem conhece tais leis não se apequena:
edifícios duradouros são erguidos
com a força que detêm no pensamento

O despencar de idéias ruins acumuladas
é da altura das expectativas inseridas
nas mentes dos que as levaram a sério.

Quem tem só boas idéias e vontade
sem o amor, preciso e necessário,
navega pelos mares em desvario.

E quem carrega a Arte em seu peito
não se perde, nem se acha sem defeito
e faz a Terra chegar mais perto do Céu.

Um comentário:

Rosa graciosa disse...

Tá muito legal seu blog! gostei muito! continue assim! é muito bom ler as coisas do livro verdadeiro!
um grande abraço e tenha um ótimo domingo!